Ao utilizar este site consideramos que aceita a utilização de cookies.

Alberto Vilaça

Nasceu em 1929, em Coimbra, onde exerceu a profissão de Advogado.

 

Pertenceu ao Conselho Cultural e à Direcção Geral da Associação Académica de Coimbra e foi Presidente da Assembleia Geral do Ateneu de Coimbra. Desenvolveu sempre intensa actividade antifascista, tendo designadamente pertencido às comissões centrais do Mud Juvenil e do MND e à Comissão Nacional do III Congresso da Oposição

 

Democrática. Foi preso seis vezes pela PIDE, somando ao todo quatro anos e meio de prisão. Após o 25 de Abril, presidiu à Junta Distrital de Coimbra, e durante numerosos anos fez parte da Assembleia Municipal desta cidade e da respectiva Comissão de Toponímia.

 

Tendo aderido ao PCP em 1949, foi durante vários anos um dos elementos da sua Direcção da Organização Regional de Coimbra.

 

Fez parte dos conselhos de redacção da Via Latina e Vértice e desde 1993 integrou o Conselho Editorial desta última revista.

 

Pertenceu a várias colectividades populares e culturais, sendo sócio fundador da Associação Promotora do Museu do Neo-Realismo e membro do seu Conselho Fiscal.

 

Publicou vários livros e colaborou em diversos periódicos. Fez várias palestras e coordenou debates sobre diversos temas, nomeadamente, a Comuna de Paris, o Neo-Realismo, José Falcão, a II Guerra Mundial, o Mud Juvenil, o 25 de Abril, a Censura Fascista e Bento de Jesus Caraça. Por condecoração do Presidente da República, é Grande Oficial da Ordem da Liberdade.

Contacte-nos

Obrigado

O seu formulário foi submetido com sucesso.